CNPJ: 16.906.157/0001-10

Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.Filipenses 4:13

terça-feira, 15 de maio de 2012

MENSAGEM BÍBLICA SOBRE O BATISMO NAS ÁGUAS


A Bíblia é muito clara sobre o que é, para quem é, e como deve ser  o batismo: Atos 2.38 “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo” e  Romanos 6.3-4 “Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida”.
Baptismo é a transliteração  do grego  "βαπτισμω" para o Latim , conforme se vê na Vulgata  em Colossenses  2:12. “Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos”.
 Este substantivo também se apresenta como "βαπτισμα" e "βαπτισμός", sendo derivado do verbo "βαπτίζω", o qual pode ser traduzido por "batizar", "imergir", "banhar", "lavar", conforme utilizado no Novo Testamento  e na Septuaginta .
O batismo nas águas é uma ordem do Senhor.  Jesus diz em Mateus 28:19 “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” Sua obediência pelo crente, depois da aceitação de Jesus é uma proclamação de fé em Cristo, uma afirmação de submissão a Ele. Passamos a ter uma identidade com Sua morte, seu sepultamento e ao sair das águas, com sua ressurreição. Somente os crentes que colocaram sua fé em Cristo foram batizados no passado, como testemunho público de sua fé e identificação com Ele. Por isso não batizamos crianças. Um bebê não pode colocar sua fé em Cristo.
O batismo nas águas é por imersão. O batismo de bebês não é prática dos Batistas por não ser bíblico. A Bíblia não registra nenhum batismo de bebê. O batismo não salva, nem santifica o crente, mas demonstra obediência e compromisso de testemunho, assim como a declaração de viver uma vida nova.
A Bíblia diz em Atos 8:36-39 “E indo eles caminhando, chegaram a um lugar onde havia água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? E disse Felipe: é lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e Filipe o batizou. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco, que jubiloso seguia o seu caminho.”  
Felipe batizou o eunuco que se converteu ao ouvir a mensagem de salvação. A Bíblia diz em Atos 8:12 “Mas, quando creram em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus e do nome de Jesus, batizavam-se homens e mulheres.”
O batismo por aspersão (esborrifar água) e efusão (derramar água), não confere com o relato bíblico de batismo, e com o próprio termo grego que significa “mergulhar”. O batismo deve ser público, por se testemunho; deve ser por imersão total, por significar sepultamento. Deve ser nome do Senhor e exclusivamente praticado aos crentes que professarem a salvação em Cristo tendo experimentado o Novo Nascimento.
Batismo de incrédulo, não é batismo bíblico, é mero ato religioso. Ser batizado para depois melhorar a vida, se santificar ou ser abençoado não tem guarida no Novo Testamento. O batismo é a prova da conscientização que o salvo tem do Senhorio de Cristo e a demonstração pública de sua regeneração.
O crente que não se batiza é negligente e desobediente. O incrédulo que se batiza continua incrédulo e sem salvação.

próximo domingo dia 20 de maio, batismo nas águas.
disse-lhe ide fazei discípulos de todas as nações batizando-as em nome no pai do filho e do espirito santo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário